Baratas

As baratas são uma praga de alto risco nas casas.

São portadoras de várias doenças perigosas, incluindo salmonelas, disenteria, gastroenterite e febre tifoide.

O risco é particularmente elevado em casas onde habitem crianças, idosos ou pessoas que já estejam a combater outras doenças.

Os excrementos das baratas também podem causar eczema e asma.

Além dos riscos para a saúde, as baratas são uma das pragas mais desagradáveis que se pode ter em casa. Não só pelo seu aspecto perturbador, mas também pelo odor altamente desagradável que deixam nos alimentos e nos objetos em que tocam.

As baratas conseguem reproduzir-se rapidamente e são muito resistentes. É essencial responder rapidamente ao primeiro sinal para impedir que qualquer infestação de baratas se estabeleça ou se propague às propriedades vizinhas.

Sinais da presença de baratas

Existem três espécies que são habitualmente encontradas em casas:

  • Barata Alemã - 12 a 15mm

São castanhas e têm duas faixas escuras no tórax. Ambos os sexos têm asas do comprimento do corpo, que podem sobrepor-se ligeiramente, mas preferem correr e trepar.

  • Barata Oriental - 20 a 30mm

São castanhas-escuras ou pretas. As fêmeas têm asas subdesenvolvidas e os machos têm asas que lhes cobrem ¾ do comprimento do abdómen. Ambos os sexos preferem correr e trepar.

  • Barata Americana - 20 a 30mm

A barata americana é castanha-avermelhada e tem uma área amarela-pálida à volta do perímetro do pronto (face dorsal do primeiro segmento). Estas baratas preferem locais escuros, sossegados e com bastante humidade.

Todas as espécies aparecem em maiores números nas cozinhas e outros locais onde existam produtos alimentares.

Os sinais mais típicos da presença de baratas são os seguintes:

  • Presença de insetos vivos – as baratas são noturnas e escondem-se durante o dia. É mais provável encontrá-las quando se acende a luz da cozinha durante a noite.
  • Invólucros de ovos e peles mudadas – as baratas mudam de pele 5 a 8 vezes durante o seu desenvolvimento.
  • Excrementos – as baratas deixam excrementos na forma de partículas pretas com menos de 1 mm de largura e comprimento variável.
  • Odor – as infestações de baratas bem implantadas produzem um odor bafiento muito desagradável.
  • Danos – as baratas atacam todos os produtos orgânicos, incluindo peles e livros.

Como manter as baratas afastadas:

A vedação de todos os pontos de entrada pode ajudar a evitar que as baratas entrem numa casa. Os pontos de maior risco são os espaços debaixo das portas e à volta de tubagens que deem para o exterior ou para propriedades vizinhas.

Também se deve vedar todos os espaços onde as baratas possam refugiar-se. São noturnas e refugiam-se durante o dia em fendas e cavidades das paredes, atrás de rodapés ou até atrás de tomadas eléctricas.

A forma mais eficaz de controlar as baratas é negar-lhes o acesso aos alimentos e à água.

  • Guarde os produtos alimentares em recipientes fechados ou sacos de plástico seláveis.
  • Limpe imediatamente todos os vestígios de alimentos ou líquidos que deixar cair.
  • Limpe debaixo do frigorífico, fogão, etc., para remover todos os vestígios de alimentos.
  • Lave imediatamente, ou arrume na máquina de lavar louça, todas as louças e todos os talheres sujos.
  • À noite, guarde a comida e a água dos animais domésticos, bem com os tabuleiros das necessidades fisiológicas dos mesmos.
  • Mantenha todo o lixo bem vedado em caixotes.
  • Tenha cuidado com as fraldas sujas e a roupa suja.
  • Não deixe líquidos na banca de cozinha ou em baldes durante a noite.

Nós achamos que os repelentes eletromagnéticos ou ultra-sónicos não funcionam com as baratas, pelo que não os recomendamos para evitar ou controlar infestações de baratas.

Como ver-se livre de baratas:

Sem tratamento adequado, as baratas estabelecem-se em grandes números e propagam-se às propriedades vizinhas muito rapidamente.

Pulgas

As pulgas são um problema doméstico comum, especialmente quando há cães ou gatos. Também se encontram frequentemente em casas onde já existiram animais de estimação.

Apesar da possibilidade de que pulgas transmitam doenças, isso é muito raro neste país. A principal preocupação é a angústia provocada pelas picadas das pulgas em pessoas e animais de estimação.

Nossos profissionais especializados estão prontos para lhe atender.

Sobre as pulgas

Há muitas espécies de pulgas, mas a maior parte tem entre 2 e 3 mm de comprimento e cor vermelha ou castanha.

As pulgas adultas perfuram a pele dos mamíferos e das aves para se alimentarem de sangue. Mas as larvas alimentam-se da matéria orgânica que costuma existir em tapetes e roupa de cama, sendo que uma boa higiene pode atrasar o ciclo de vida delas.

Os casulos das pulgas podem permanecer em estado latente durante mais de dois anos e são despertados pelas vibrações causadas pelos passos das pessoas.

É comum as infestações de pulgas manterem-se latentes numa casa vazia e despertarem apenas quando a casa volta a ser habitada.

Identificar as pulgas

  • A Pulga do Homem deu origem a outras pulgas que se especializaram noutros animais, mas a que ainda vive no homem (e noutros animais com pele semelhante) já não é comum neste país. As exceções são as explorações agropecuárias, onde a pulga do homem pode ser encontrada no porco e pode migrar para as pessoas. A pulga do homem pica em qualquer parte do corpo e provoca comichão porque rasteja sobre a pele.
  • A Pulga do Gato pica pessoas, mas não vive no corpo humano. Podem picar-nos nas mãos e no corpo quando manuseamos os animais de estimação ou os objetos onde eles dormem, mas os pontos onde costumam picar mais são os pés e as partes inferiores das pernas. Normalmente, há muito mais pulgas nos tapetes e nos objetos onde os animais de estimação dormem do que nos próprios animais. Elas conseguem saltar e picar as pessoas que se aproximem.

Tratar picadas de pulgas

As picadas de pulga apresentam um ponto escuro pequeno e uma área avermelhada à volta. O inchaço provocado é menor do que nas picadas de muitos outros insetos. Uma pulga costuma picar duas ou três vezes na mesma área para procurar sangue.

A picada de pulga sente-se imediatamente, mas não é particularmente dolorosa. A comichão resultante da reação do corpo é que causa desconforto.

As crianças estão mais sujeitas a serem picadas por pulgas, principalmente quando brincam no chão. Também costumam ser mais sensíveis às picadas de pulgas do que os adultos.

Após várias picadas de pulga, algumas pessoas desenvolvem uma sensibilidade alérgica que pode fazer com que novas picadas resultem em eczemas ou erupções cutâneas com comichão. Consulte um farmacêutico para obter conselhos e tratamento.

As pulgas podem causar desconforto às pessoas, mas o fato é que os animais de estimação são muito mais afetados pelas picadas delas.

Proteger animais de estimação contra pulgas

Mesmo com muito cuidado, é difícil proteger totalmente cães e gatos contra o risco de contraírem pulgas.

Se o seu animal de estimação estiver com pulgas, aumente os cuidados de higiene, isso pode ser o suficiente para impedir que as pulgas se estabeleçam, mas há outros tratamentos que podem protegê-los contra pulgas, procure ajuda profissional de um veterinário ou loja de artigos para animais de estimação.

Consulte um veterinário se observar sinais de irritação no seu animal de estimação, como vermelhidão na pele ou zonas com menos pelo.

Como ver-se livre de pulgas

Se tem animais de estimação, é essencial impedir que as pulgas se instalem nos tapetes a na roupa de cama:

  • Aspire os tapetes e os objectos onde os animais de estimação dormem para remover as pulgas e os ovos delas. Tenha cuidado quando abrir o saco do aspirador, pois as pulgas ainda estarão vivas. Descarte-o logo em seguida.
  • Lave os objetos onde os animais de estimação dormem, como cobertores ou mantas, todas as semanas e de preferência acima de 50 °C para matar as pulgas.
  • Tenha cuidado quando transportar roupas de cama, tapetes, etc., para evitar espalhar os ovos das pulgas.
  • Considere colocar as camas dos animais de estimação em locais sem tapetes ou carpetes.

Uma pequena infestação de pulgas pode ser tratada com spray mata-insectos ou mata-pulgas nas áreas afectadas.

Controle de Formigas

As formigas são pequenas criaturas com muita imaginação.

Formigas podem parecer inofensivas, no entanto, como qualquer outra praga, em caso de infestação, deve ser eliminada o quanto antes.

Sinais de perigo:

  • Insetos vivos
  • Carreiros de formigas a entrar e a sair das instalações
  • Pequenos montes de terra ou sujidades a indicar a presença de formigueiros

Danos potenciais:

  • Infestação e contaminação de alimentos e equipamentos
  • Contaminação de áreas esterilizadas
  • Invadir áreas sensíveis em hospitais

Consequências para a sua empresa:

  • Prejuízos – alimentos e outros produtos contaminados deverão ser destruídos
  • Medo – os pacientes nos hospitais podem ficar alarmados com a presença de formigas
  • Reputação e Imagem – Comprometer as condições de saúde, higiene e segurança pode levar à perda de receitas

Eliminar Formigas – O que deve ser feito:

  • Identificação das espécies – vai necessitar de ajuda profissional
  • Vedar os pontos de acesso ao interior das instalações
  • Instalação de armadilhas luminosas para capturar e eliminar formigas aladas
  • Estabelecer um plano de visitas regulares de inspeção realizado por técnicos qualificados

Carrapatos

Carrapatos são parasitas externos que se alimentam do sangue dos hospedeiros, geralmente animais domésticos e silvestres, inclusive, o homem.

Os carrapatos podem estar no solo, como, por exemplo, locais com vegetação (gramados) e também nas frestas de paredes sempre à espera de um hospedeiro.

Quando percebe a passagem de um hospedeiro, dirige-se para ele, “passeando” pelo seu corpo até encontrar um local seguro, como o pescoço ou a cabeça.

Logo após, introduz o seu aparelho sugador na pele do hospedeiro e, durante horas, alimenta-se do sangue. Após a alimentação de sangue, desprende-se voluntariamente e cai no solo para continuar o seu ciclo.

No Brasil, os carrapatos mais comuns são:

  • Carrapato-de-boi (Boophilus microplus) que transmite ao gado a Babesiose.
  • Carrapato-de-cavalo ou Carrapato Estrela (Amblyomma cajennense) é o que mais comumente parasita o homem. Também infesta mamíferos domésticos e silvestres e aves. Em sua forma adulta, ele é conhecido como carrapato estrela.
  • Carrapato-de-galinha (Argas miniatus), que transmite aos galináceos a bouba, doença infecciosa semelhante à sífilis.
  • Carrapato-vermelho-do-cão (Rhipicephalus sanguineus), típico de cães e gatos. Os adultos preferem instalar-se na pele do cão. Sobem pelas cercas, muros, e espalham-se pelo canil, casa, etc. É de fácil controle.

Carrapatos podem causar doenças graves

Apresenta grande importância médico-veterinária, pois além de causar grande desconforto, perda de sangue e consequente anemia, pode também transmitir infecções causadas por protozoários e microrganismos.

Pode também causar paralisia em cães. Soma-se aos problemas sanitários o incômodo que causa ao se desprender dos cães, espalhando ovos e larvas pelo ambiente, nas paredes, churrasqueiras, móveis e canis, onde são facilmente encontrados.

A postura é feita em frestas, debaixo de pedras, folhas secas, ou até na cobertura dos canis já que as fêmeas podem escalar até 4 metros de altura. Em 4 dias começa a eclosão dos ovos, que em grupo de milhares, recomeçam o processo, irritando principalmente cães e seus donos.

Medidas Preventivas

  • Lavar com frequência os abrigos de animais domésticos, passando desinfetante após a lavagem;
  • Vistoriar com frequência os animais domésticos, principalmente quando estiverem inquietos e com muita coceira;
  • Vedar frestas e buracos em pisos e paredes, principalmente, quando localizados nos abrigos de animais domésticos;
  • Manter aparada a vegetação de jardins e quintais, não permitindo o crescimento de capim próximo às residências;
  • Controlar os carrapatos dos animais domésticos com a orientação de um médico veterinário.